Novidades  
Publicado em 07/03/2014 Vinícola Basso inicia vindima com novidades

No ano em que comemora seu 40º aniversário, a Vinícola Basso, de Farroupilha, dá início a sua vindima com a projeção de uma safra excepcional. A colheita começou recentemente e a grande novidade é que, pela primeira vez, a empresa fará a colheita da uva Tempranillo, casta que será usada na elaboração de uma nova linha de vinhos finos.

A primeira variedade colhida foi a Moscato R2, utilizada como base para espumante Moscatel. Até março, ainda serão colhidas as americanas Bordô, Isabel e Niágara, com as quais são produzidos os vinhos de mesa; e as viníferas Chardonnay, Riesling, Pinot Noir, Prosecco, Moscato, Cabernet Sauvignon, Merlot e Tannat, usadas para elaborar vinhos finos e espumantes.

Safra menor, qualidade maior

A estimativa para este ano é que serão colhidos de 7 a 8 milhões de quilos de uva no total. Segundo o enólogo Magnos Basso, as uvas estão com uma ótima qualidade, pois o clima seco ajudou bastante. “A safra está um pouco menor, mas as uvas estão com potencial de qualidade ainda maior em comparação ao ano passado”, avalia.

 Novidades a caminho

Ao completar 40 anos, a Basso quer manter a tradição de vinhos de mesa, contudo planeja novidades em seu portfólio. Uma delas é a elaboração de um espumante a partir do método Champenoise, que nunca havia sido usado na vinícola. Além disso, a vinícola projeta o lançamento de uma nova linha de vinhos finos, onde um dos destaques será a uva Tempranillo, e também dois espumantes que integrarão a linha Virtus.

Voltar para novidades
 
Montepaschoal
www.intervene.com.br